Dedetização em empresas:
quando e por que fazer? Entenda!

Quando se fala em controle de pragas, é preciso pensar que ele se refere à prática de erradicar quaisquer animais sinantrópicos de um determinado local, na medida em que eles podem causar algum dano à saúde humana. Sua aplicação vai muito além do residencial. A dedetização em empresas é essencial para promover o bem-estar e a saúde de funcionários e clientes.

Para evitar que doenças se proliferem no ambiente de trabalho, continue lendo nosso artigo e veja informações essenciais sobre a dedetização para o seu negócio. Vamos lá?

A importância da dedetização em empresas

Um dos principais motivos pelos quais a dedetização faz-se necessária é por causa da saúde. Pragas trazem doenças que são bastante perigosas. Uma das epidemias mais sérias da história, a peste bubônica, por exemplo, provocou a morte de milhões de pessoas durante a Idade Média. Ela foi transmitida ao homem por meio de ratos e outros roedores.

Nesse sentido, baratas, moscas, mosquitos, ratos e outros animais são potenciais transportadores de germes, bactérias e vírus e, por isso, nunca devem ser relevados. Esses animais têm um impacto negativo para a produção e os recursos, principalmente em indústrias, armazéns, fábricas e galpões.

Esses lugares precisam de uma limpeza mais específica e pesada, assim como uma dedetização especializada, envolvendo o uso de materiais e produtos mais perigosos e de difícil manuseio. Além do perigo aos trabalhadores, as pragas podem causar danos aos seus produtos em estoque, contaminando sua produção.

Até mesmo sua infraestrutura pode ser afetada. Cupins podem devorar uma estrutura de madeira e inutilizá-la em pouco tempo. Isso pode afetar o desempenho, interromper as operações e, eventualmente, levar à perda de receita.

Além disso, existe ainda o lado estético. Provavelmente, você não vai querer ver insetos correndo em seu escritório enquanto recebe a visita de clientes. Dessa forma, o controle de pragas periódico é vital para as empresas.

A frequência do controle de pragas

Em muitas companhias, a dedetização do ambiente ocorre apenas quando o problema com as pragas se torna insuportável. Independentemente do porte ou segmento, é preciso que exista um controle periódico. Nas indústrias em geral, a dedetização preventiva é compulsória a cada 6 meses. No setor de alimentos, por exemplo, essa obrigatoriedade é mensal.

Entretanto, dependendo do local no qual a empresa está instalada, a periodicidade pode variar bastante. Por exemplo, se uma indústria está instalada em solo rochoso, apenas uma aplicação anual é suficiente para erradicar os cupins. Por outro lado, se a construção tiver problemas com ratos ou houver restaurantes por perto, isso requer serviços mais frequentes para obter um bom controle de pragas.

Além disso, diferentes produtos exigem intervalos de tratamento específicos, pois há distinção em seu efeito residual e em sua aceitabilidade por parte de um inseto, por exemplo. Por isso, é aconselhável procurar uma empresa terceirizada especializada, de modo a garantir a segurança da sua empresa e do seu pessoal, durante e após a dedetização.

O problema de fazer a dedetização em empresas por conta própria

Ao longo do tempo, o uso de produtos químicos de venda livre não é tão eficaz em certas pragas. Além disso, a utilização desses venenos de forma desenfreada tem tornado alguns desses animais mais resistentes aos métodos tradicionais de dedetização.

Alguns roedores, por exemplo, já evitam determinados tipos de isca contendo raticida, reduzindo a taxa de sucesso do controle dessa praga. Com isso, a chance de que as soluções do tipo “faça você mesmo” sejam eficazes diminuem cada vez mais, aumentando a necessidade de especialistas que possam lidar com situações complexas.

Isso significa que a contratação de uma dedetizadora especializada se torna necessária, principalmente aquelas que entendem e que podem treinar os clientes em métodos preventivos de dedetização em empresas. Somente assim você poderá proporcionar bons padrões de higiene e limpeza, garantindo a segurança dos seus processos produtivos e da sua mão de obra.

Este artigo foi útil para você? Aproveite e compartilhe-o nas suas redes sociais para que mais pessoas saibam mais sobre a importância da dedetização em empresas! Até a próxima!

Dedetização em empresas: quando e por que fazer? Entenda!

Quando se fala em controle de pragas, é preciso pensar que ele se refere à prática de erradicar quaisquer animais sinantrópicos de um determinado local, na medida em que eles podem causar algum dano à saúde humana. Sua aplicação vai muito além do residencial. A dedetização em empresas é essencial para promover o bem-estar e a saúde de funcionários e clientes.

Para evitar que doenças se proliferem no ambiente de trabalho, continue lendo nosso artigo e veja informações essenciais sobre a dedetização para o seu negócio. Vamos lá?

A importância da dedetização em empresas

Um dos principais motivos pelos quais a dedetização faz-se necessária é por causa da saúde. Pragas trazem doenças que são bastante perigosas. Uma das epidemias mais sérias da história, a peste bubônica, por exemplo, provocou a morte de milhões de pessoas durante a Idade Média. Ela foi transmitida ao homem por meio de ratos e outros roedores.

Nesse sentido, baratas, moscas, mosquitos, ratos e outros animais são potenciais transportadores de germes, bactérias e vírus e, por isso, nunca devem ser relevados. Esses animais têm um impacto negativo para a produção e os recursos, principalmente em indústrias, armazéns, fábricas e galpões.

Esses lugares precisam de uma limpeza mais específica e pesada, assim como uma dedetização especializada, envolvendo o uso de materiais e produtos mais perigosos e de difícil manuseio. Além do perigo aos trabalhadores, as pragas podem causar danos aos seus produtos em estoque, contaminando sua produção.

Até mesmo sua infraestrutura pode ser afetada. Cupins podem devorar uma estrutura de madeira e inutilizá-la em pouco tempo. Isso pode afetar o desempenho, interromper as operações e, eventualmente, levar à perda de receita.

Além disso, existe ainda o lado estético. Provavelmente, você não vai querer ver insetos correndo em seu escritório enquanto recebe a visita de clientes. Dessa forma, o controle de pragas periódico é vital para as empresas.

A frequência do controle de pragas

Em muitas companhias, a dedetização do ambiente ocorre apenas quando o problema com as pragas se torna insuportável. Independentemente do porte ou segmento, é preciso que exista um controle periódico. Nas indústrias em geral, a dedetização preventiva é compulsória a cada 6 meses. No setor de alimentos, por exemplo, essa obrigatoriedade é mensal.

Entretanto, dependendo do local no qual a empresa está instalada, a periodicidade pode variar bastante. Por exemplo, se uma indústria está instalada em solo rochoso, apenas uma aplicação anual é suficiente para erradicar os cupins. Por outro lado, se a construção tiver problemas com ratos ou houver restaurantes por perto, isso requer serviços mais frequentes para obter um bom controle de pragas.

Além disso, diferentes produtos exigem intervalos de tratamento específicos, pois há distinção em seu efeito residual e em sua aceitabilidade por parte de um inseto, por exemplo. Por isso, é aconselhável procurar uma empresa terceirizada especializada, de modo a garantir a segurança da sua empresa e do seu pessoal, durante e após a dedetização.

O problema de fazer a dedetização em empresas por conta própria

Ao longo do tempo, o uso de produtos químicos de venda livre não é tão eficaz em certas pragas. Além disso, a utilização desses venenos de forma desenfreada tem tornado alguns desses animais mais resistentes aos métodos tradicionais de dedetização.

Alguns roedores, por exemplo, já evitam determinados tipos de isca contendo raticida, reduzindo a taxa de sucesso do controle dessa praga. Com isso, a chance de que as soluções do tipo “faça você mesmo” sejam eficazes diminuem cada vez mais, aumentando a necessidade de especialistas que possam lidar com situações complexas.

Isso significa que a contratação de uma dedetizadora especializada se torna necessária, principalmente aquelas que entendem e que podem treinar os clientes em métodos preventivos de dedetização em empresas. Somente assim você poderá proporcionar bons padrões de higiene e limpeza, garantindo a segurança dos seus processos produtivos e da sua mão de obra.

Este artigo foi útil para você? Aproveite e compartilhe-o nas suas redes sociais para que mais pessoas saibam mais sobre a importância da dedetização em empresas! Até a próxima!

1 comentário em “Dedetização em empresas: quando e por que fazer? Entenda!”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat